Bolsista da Associação dos Pintores com a boca e os pés
contato@roseorth.com.br  
 

Notícias

Lançada exposição coletiva dos artistas visuais de Toledo

Tita expressou seu desejo de ver construído o novo museu histórico de ToledoO evento contou com a participação de pintores e escultores. Secretário da Cultura avalia como positiva a exposição

Telas pintadas através da utilização de diferentes técnicas e esculturas feitas a partir de materiais recicláveis. Esse é o cenário que pode ser observado na 1ª exposição coletiva dos artistas visuais de Toledo, lançada na noite de sexta-feira (16). As obras estão expostas no hall de entrada do Teatro Municipal e poderá ser contemplado pelos visitantes até meados de maio.

Promovida pela Secretaria Municipal de Cultura, aproximadamente 30 artistas do município aceitaram o desafio de expor duas de suas obras preferidas para apreciação do público na exposição. A artista plástica, Rose Orth, pintou as telas intituladas A Rosa e A Mulher da Montanha. “Desde os 15 anos eu pinto, mas há cerca de dez anos que comecei a levar isso a sério. Essa vontade de pintar surgiu porque me fascinava as paisagens, as cores e o que a natureza oferecia, principalmente o amanhecer e o anoitecer, e assim veio o desejo de reproduzir”, destacou.

A artista, que possui sequelas de Poliomielite, é um exemplo de que nada é impossível. As telas são pintadas somente com a boca. “No meu caso não sinto dificuldades, pois é mais uma questão de controle emocional do que físico”, completou.

    

Rose é bolsista da Associação Internacional de Pintores com a Boca e com os Pés. “Recebo uma bolsa para estudar e periodicamente tenho que enviar os meus trabalhos que são avaliados por uma equipe para constatar se houve desenvolvimento. Pintar é um prazer imenso. É como se você desenvolvesse o mundo que é de plenitude interna”, frisou.

A paixão por pintura também nasceu quando Helga Viezzer era ainda adolescente. Com seu estilo contemporâneo e utilizando a técnica de mistura em superfície plana, ela está expondo as obras Bailarina e Abstrato Geométrico. “Não copio e nem me inspiro em outros artistas. Só fico em silêncio e deixo o pensamento me levar. Essa exposição é de grande valia; é um espaço aberto para todos os artistas”, enfatizou, lembrando que participa de exposições desde 2000.

Já Fabrício Ferro, fã do Elvis Presley, está expondo as obras Elvis e Talita Soioux. Ele utilizou a técnica do giz pastel, ou seja, uma mistura de pigmentos, para pintar as telas.

De acordo com o secretário da Cultura, João Batista Tita Furlan, na exposição está a maioria das expressões artísticas de Toledo. “Aqui vemos tentas técnicas e tantas vertentes. É difícil não olhar um quadro que não tenha uma técnica apurada e a gente percebe que Toledo é realmente um celeiro incrível de artistas. É uma alegria para os artistas e para a população em ver aqui tanta arte linda”, destacou, expressando seu desejo de ver, em breve, construído o novo museu histórico do município.

Da Redação

TOLEDO - www.jornaldooeste.com.br

 

contato@roseorth.com.br